1 de julho de 2010

O poeta que mora ao lado (Para Diel), por Ábia Costa


Todos os dias o via sair...
Cabisbaixo, sempre com um olhar vago.
Tinha um ponto fixo, em seu tênis.

Todos os dias o via chegar
Ainda cabisbaixo
Ainda com um olhar vago.

Entrava e saia,
Parecendo não perceber o mundo ao seu redor.
Mas quem o podia culpar por tal
Falta de interesse pelo
Que havia lá fora?

Certamente havia questões em sua mente
E quem poderia as entender?
Ou o fazer esquecer?

O poeta que mora ao lado
Tinha sonhos e ninguém sabia
Tinha amores e ninguém sabia
Sempre calado
Sempre sozinho
Perdido em seu devaneio
Com o coração latejante
Caminhava...

Um dia descobriu-se poeta
E o poder de se usar as palavras escritas
Aquilo que ele não conseguia proferir
Ganhava forma no papel
E assim nasciam suas poesias
Com uma doce melancolia
E lágrimas as borrando

O poeta que mora ao lado
Descobriu que sua tristeza
Não era tão solitária assim
Que ele a podia dividir
Escrevendo enfim...

Sua canção,
Seu lamento.
Foram ouvidos um dia por mim
E foi então que descobri
Que o poeta que mora ao lado
Era uma parte de mim.




Ábia Costa

8 comentários:

Arcanjo Trovador disse...

Me emocionas sempre Ábia, tuas palavras vão fundo em mim e realmente me deixas sem palavras,você como sempre escrevendo coisas maravilhosas, encantadoras, verdadeiras...te adoro Grande Poetiza

bjos Diel

Dil Santos disse...

Oi Ábia, tudo sim e com vc?
Menina, que poema lindo é esse? gente, achei fantástico ele. Muito bom mesmo.
Que bom q gostou do meu blog menina, espero mais visitas suas hem?
Bjo

Nicinha disse...

Amei... dá vontade de ficar mais... de ler tudo.
Parabéns.

Dil Santos disse...

Oi Ábia, tudo bem?
Ai menina, brigado por te votado viu? rs
Te digo para q ñ fique com esse sentimento pessimista em relação ao amor, nós caimos as vezes, sofremos por decepções, mas logo nos levantamos e seguimos em frente. o seu amor mesmo está por aí, quando vc menos esperar ele vai esbarrar em vc.
O blogo do Renato é ótimo mesmo, tbm gosto de lá, rs.

Bjos

aldo disse...

preciso falar que adorei esse poema? é, preciso sim!
eu adooooooooorei de mais, como tds os outros!
talento incrivel esse teu *__*

Cintia disse...

Agora eu to chorando kkk to muito sentimental hoje mais é como já escrevi vc é o meu orgulho!!! Lindo poema vou ler os outros....

Cristiano Contreiras disse...

Muito bom a forma que exprime seus sentires, moça.

te linkarei ao meu blog!

Anônimo disse...

miga gostei,esse poema é belíssimo,pode-se dizer que a sinceridade que ele transparece chega a todos que o lê, muio bom!!

Ramany

Leia também

Related Posts with Thumbnails