31 de março de 2012

Cada momento


Por Ábia Costa

Em cada momento...
Uma intensa saudade invade meu peito
Saudade do teu sorriso encantador,
Do teu olhar meigo e de menino levado
Saudade do teu aconchegante abraço
Saudade daquele carinho antigo
e de conversas que, muitas vezes, foram nas madrugadas.
E em cada momento que
sorris meu coração pula de alegria
de ver em ti a felicidade que busco no alguém imperfeito,
mas leal que te tornaste em épocas não tão longínquas.
E ao me perguntar onde tais épocas ficaram no tempo
Lembro-me de episódio poucos, mas intensos
Em que ao teu lado vivi
E tento procurar aquele abraço que ficou suspenso no tempo
Ou será que o tempo ficou suspenso quando eu
em um momento de carinho estava em teus braços?
Pedindo para que aquele tempo volte, ou fique parado.
Em cada momento, na memória há guardada a sensação de ter por perto,
de sentir teu cheiro, de risos e momentos.
Devemos aproveitar enquanto as pessoas estão por perto,
pois algumas vezes a saudade não pode ser remediada
E ela dói mais que tudo na vida
E em cada momento
Espero que possamos estar juntos talvez
Nem que seja por um segundo, para que eu possa
eternizar a sensação de te ter só pra mim
a cada momento...


Para meu grande amigo Laércio Junior, te amo muito.



Um comentário:

Wilson disse...

Bom dia Ábia.
Nessas linhas que escreveu tão bem, podemos ter acesso de como é o Eterno Retorno idealizado por Nietzsche.

Wilson Lara Jr.

Leia também

Related Posts with Thumbnails