14 de agosto de 2010

Caverna, por Ábia Costa



Às vezes me sinto como se estivesse dentro de uma caverna, mas não por escolha minha e sim por que a vida me empurrou para lá, com o tempo meus olhos foram se acostumando com a escuridão e eu fui me conformando, perdendo a esperança e a fé, fui ficando vazia e seca e comecei a pensar que isso era o melhor pra mim, mas tem vezes que mesmo conformada dentro dessa caverna, a dor se torna insuportável, sinto uma vontade terrível de ser libertada e poder ver a luz do sol mais uma vez, poder respirar e sentir meu coração pulsar. De repente percebo que na verdade tudo o que espero é o alguém que virá em meu socorro, que irá me fazer sentir viva outra vez, que irá fazer meu coração morto voltar a bater, que será o meu sol à meia noite e irá iluminar tudo aonde só havia trevas, e eu, um galho seco voltarei a florescer.
Mas percebo que não adianta sonhar, porque meu destino é viver na solidão da escura caverna.


“A felicidade só é verdadeira quando é partilhada”
Into the Wild


Escrito em 13/07/2009
Ábia Costa


2 comentários:

Fernanda disse...

Ola Ábia, tudo bem? eu sou amiga da Thati que voce conheceu no chat, meu nome é Fernanda.
faz um tempinho ela me passou o link do seu blog, voce escreve muito bem, eu viajo junto com as ''poesias'',''pensamento'' que voce escreve.
Parabens.
beijus

Ábia Costa disse...

Obrigada Fernanda...seja Bem-vinda =)
fico feliz por gostares

Leia também

Related Posts with Thumbnails