27 de junho de 2010

Lástimas, por Ábia Costa


 


Lamento que isso tenha chegado aonde chegou
E tudo o que me sobrou foram feridas, lágrimas e lástimas.
E dentro de mim, o que resta?
Será que terei de carregar esta mágoa para o resto
De minha miserável vida?

Quanto tempo me resta?
Até que verei seu rosto novamente
Abrindo cada ferida
Fazendo-me sangrar mais uma vez...

Quero apenas desabafar
E gritar para todos ouvirem
Que você só me magoou
Só me fez lastimar cada momento

Quero que você vá embora
E me deixe rapando
Com os cacos de telhas
As feridas que você abriu mais uma vez

Estou aqui chorando por você
Mas você nem sequer olha pra traz
Apenas se vai e me deixa aqui
Com as feridas que você abriu mais uma vez

Quero que você vá embora para sempre
Não vou deixar você me destruir novamente
Eu sou mais forte do que você pensa
Eu sei que vou conseguir sem você
Sua ausência me machuca,
Mas sua presença me destrói

Leia também

Related Posts with Thumbnails