22 de junho de 2010

Caminhando, por Ábia Costa



Sigamos em nossa estrada diária
Vemos árvores que dantes, ali não estavam.
E você diz
“Pra que mudar?”
E eu digo
“Para melhorar”
Viver é uma inconstante
Insígnia que nos marca
Incógnita em nossa razão.
Questões que flutuam
Em mentes algumas vezes insanas
Mas insano é só nomenclatura
Sofrimento é só uma idéia.
O fim, apenas um detalhe.
E o caminho um eterno aprendizado,
Onde lutar é nome,
Evolução, sobrenome
E eu, apenas um.
Somente um
Caminhando em solidão.


Ábia Costa

PS: Mais uma poesia que nasce de uma conversa minha com o Diel.
Diel, obrigada pela inspiração que você me tráz, bjus

3 comentários:

Arcanjo Trovador disse...

Ábia ! tava lendo teu Poema lembrando da nossa conversa e da frase " Pra que mudar",e apenas por essa frase você desenvolveu tudo isso, uma poesia linda, nossa, você é fora serie, es uma grande inspirarão pra mim... muitos beijos



Ass: Diel

Ábia Costa disse...

rsrsr...vc que é inspiração pra mim Diel, adoro conversar com vc, isso é fruto de nossas conversas. Te adoro

(momento rasgação de seda,hehehe)

Cintia disse...

Olha eu aqui, Pra que mudar? esse é o meu dilema de hj kkkk resposta já seu pra que bj

Leia também

Related Posts with Thumbnails